sexta-feira, 19 de outubro de 2012

As letras dos sambas

Abaixo, as letras dos quatro sambas que vão balançar a comunidade do Morro do Céu neste domingo, dia 21 de outubro, a partir das 13h13. A disputa acontecerá na rua Cruz e Sousa e a concentração do evento começa às 12h. Participe!

---------------------------------------------------------------------------------------------
Composição: Márcio Guimarães


Bruxa, Tatara Bruxa                           
Mandingas do Jaqueta
Sou Morro do Céu eu tenho sorte      REFRÃO
Vislumbro a Baía Norte

Encontrei, achei, valeu
Obrigado seu Longuinho
Acreditei e até paguei meus três pulinhos
A sorte está lançada
2013 nossa largada
Ninguém sabe a resposta
Mas só ganha quem aposta

Hoje o Unidos vai brilhar
Sorte ou Azar, a vida é viver
Número 13 vou jogar
Quebrar a banca ou tudo perder        REFRÃO
Os números que regem o mundo
Influenciando toda humanidade
Quem passou por esta vida e não sofreu
Passou por essa vida, não viveu

Crendices e supertições
Culturas, velhas tradições
Salve a banda, o povo da rua
Eu acredito na ciência
E também no Tranca Rua

-------------------------------------------------------------------------------------------------

Composição: Caio Teixeira e Héverton Teixeira


Vem festejar
Se emocionar
É pra valer
Crendices de um povo aguerrido
Que joga no bicho
É ganhar ou perder
Sob os treze faixos... a minha fé fortalecer
No milhar e na centena
Deu borboleta e eu arrebentei
Na alquimia da sorte meu santo é forte
E me fez entender
De nada adianta a sorte
Sem o amor não posso viver
Pedindo ao meu padroeiro
Por um milagre me trouxe você

Sou o teu devoto
Vermelho, branco e ouro peço para abençoar
Óh meu São Jorge, Ogum Guerreiro                   REFRÃO
Por ti Unidos canto amor o ano inteiro

Um centenário de glórias
Gravado na história de inspirações
Nascidos no berço de bambas
Encantando várias gerações
Arranjo, voz e poesia
A sua arte tornam-se imortais
Jamelão com sua melodia
E os versos de Vinícius de Moraes
O Velho Lobo me disse
Que o treze existe pra positivar
Tirando a carta da morte
Xô olho grande sai logo pra lá
Estreando em 2013
Com toda força do meu patuá

A Bruxa voou pelo Morro do Céu
Falou que o treze é sorte, é azar                           REFRÃO
Ouviu a batida do nosso tambor
Junto com a Tenebrosa ela vem festejar

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Composição: Má e Cesinha Nunes


AS ASAS DO DESTINO HÃO DE ME LEVAR
NA ESTRADA DA VIDA
PRA SORTE OU AZAR
A MINHA INTUIÇÃO HÁ DE ME GUIAR
PLANEJAR O MEU CAMINHO
TREZE FLUXOS DAS ENERGIAS
ILUMINARAM OS MAIAS DE SABEDORIAS
DIZEM QUE A HISTÓRIA DIVINA NOS REVELOU
NA SANTA CEIA JUDAS TRAIDOR

ZAGALLO APOSTOU NA SUPERTIÇÃO
COM A SELEÇÃO FOI TETRA CAMPEÃO                                 BIS
TIRAVA ONDA VOCÊS VÃO TER QUE ME ENGOLIR
CAMISA TREZE SEMPRE O FEZ SORRIR

SEXTA-FEIRA TREZE
CUIDADO...OI! TEM BRUXA NO AR
NÃO PASSO EMBAIXO DA ESCADA
COM GATO PRETO POSSO CRUZAR
CRAVEI TREZE PONTOS NA LOTECA
VI NO MEU SONHO BORBOLETAS A VOAR
COM O “UNIDOS” ESTREANDO À PASSARELA
TIREI A SORTE GRANDE ACERTEI NO MILHAR

MEU MANTO É SAGRADO
VERMELHO, BRANCO E DOURADO
NO TREZE JOGUEI, APOSTEI                                                  REFRÃO
TENEBROSA AQUELE SHOW QUERO VER
SOU MORRO DO CÉU ATÉ MORRER

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Composição: Anderson Queiroz e Gú Lopes



Com o pé direito vou entrar
Na Nego Quirido desfilar
Mística do treze sorte ou azar REFRÃO
Tem gente que acredita será?

Num facho de luz
Fluxo de energia que os cosmos conduz
Os habitantes da terra escolher
Trilhar o caminho que bem entender
Divide a mente e o meu corpo
Lei do divino, livre arbítrio guia
Agora está em suas mãos
A decisão da vida, sorte ou azar?
A dúvida está no ar

Desvia da esquina um gato preto 
Cuidado com o Jaison ele vai te pegar 
Sete anos de azar você pode ganhar
Se o espelho se quebrar

Na terra do Sol Nascente e o Tio San
Eu pulo o 13º andar
Deu zebra na loteria, borboleta vou apostar
Com o Velho Lobo a supertição eterno campeão
Não, tira a carta do tarô
Deu calafrio fiquei com medo
Na proteção dos amuletos
Eu creio ninguém vai me derrubar
Morro do Céu talento de bamba
Essência do samba no meu coração
Vermelho, Branco e Ouro é paixão

Nenhum comentário:

Postar um comentário