sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Mais um dia!


quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O trabalho continua

Apenas para informar que a Bateria Tenebrosa continua em atividade todas as segundas-feiras na sede da Amorceu. A oficina começa sempre às 19h. As fotos abaixo são do último trabalho que aconteceu no dia 17 de setembro. Participe da nossa super equipe para o carnaval 2013!




quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Regulamento do concurso


Abaixo, o regulamento do concurso de samba-enredo 2013 do Unidos do Morro do Céu. É importante lembrar o prazo final de inscrição que é 18 de outubro. A disputa acontecerá às 12h do dia 21 de outubro, na comunidade. A diretoria deseja boa sorte a todos os compositores da comunidade. Que vença o melhor para o Morro do Céu!

---------------------


Regulamento do concurso 2013


1-DO EVENTO

1.1- O evento “Concurso de samba-enredo 2013” é promovido pelo Bloco Carnavalesco Unidos do Morro do Céu, com sede na rua Cruz e Sousa, n°299, Centro, Florianópolis-SC.

1.2- O Concurso destina-se a escolher, na forma deste regulamento, dentre aqueles validamente inscritos, o samba-enredo que o Bloco Unidos do Morro do Céu desfilará no carnaval 2013.

1.3- Este evento permite inscrições somente para compositores da própria comunidade, sendo executado de acordo com as regras aqui estipuladas.

1.4- O Bloco Unidos do Morro do Céu disponibilizará através de seu blog a sinopse do enredo para o carnaval 2013 aos compositores interessados em participar do concurso

1.5- A sinopse também ficará a disposição no Bar do Caio, rua Araranguá, para aqueles que não tem acesso à internet.


2- DAS INSCRIÇÕES

2.1- As inscrições poderão ser realizadas até o dia 18 de outubro de 2012, até às 22h no Bar do Caio ou pelo e-mail unidosdomorrodoceu@gmail.com.

2.2.1- Os compositores confirmam sua inscrição entregando 10 cópias da letra do samba em formato (doc).

2.2.2- Não será necessário entregar o samba gravado.

2.2- Não será cobrada qualquer taxa de inscrição para a participação no concurso.

2.3- O Bloco Unidos do Morro do Céu não se responsabiliza por quaisquer despesas que o compositor venha a ter relativas à participação no concurso.


3- DOS COMPOSITORES

3.1 - As composições apresentadas para a inscrição deverão ser inéditas, tanto na harmonia musical, como na letra, não podendo conter plágios e adaptações.

3.2- Os compositores e o Bloco Unidos do Morro do Céu reconhecem expressamente serem co-autores da composição, em virtude da mesma ser obra de encomenda.

3.3- Os compositores desde já autorizam o Bloco Unidos do Morro do Céu, na condição de co-autor, a modificar termos constantes na letra do samba-enredo ou na melodia, para adaptá-la à sinopse.

3.4- Ressalvado o trabalho de criação do Bloco Unidos do Morro do Céu, como co-autor, os compositores, em caráter pessoal, responsabilizam-se civilmente e criminalmente pela originalidade e paternidade da composição, em todos os seus aspectos, assumindo a obrigação de manter o Bloco Unidos do Morro do Céu, a todo tempo, a salvo de quaisquer reclamações de terceiros a esse respeito, bem como de indenizá-los pelas perdas e danos.

3.5- Cada composição (parceria), poderá ter quantos compositores quiser.


4- DA CLASSIFICAÇÃO

4.1- o evento “Concurso de samba-enredo 2013” será efetuado em uma única etapa em data a ser estabelecida pela diretoria.

4.2- Os sambas-enredo serão julgados por um corpo de jurados escolhidos pela Diretoria do Bloco.

4.2.1- Os critérios a serem analisados:

- O samba-enredo é a ilustração poética e melódica do enredo. Sua letra se refere ao enredo apresentado pelo Bloco, devendo, por conseguinte, haver compatibilidade entre o tema e a letra.

- Os sambas-enredo possuem estilos característicos e versejar próprio, a mesma medida que não deverá ser julgado como peça erudita, mas como expressão de linguagem popular, não lhes devendo ser exigidos esquemas fixos de métrica e rima.

- O samba-enredo poderá ainda ser descritivo e/ou interpretativo. Descritivo é aquele que relata minuciosamente o enredo. Interpretativo é aquele que conta o enredo sem fixar-se em detalhes, mas contendo implicitamente, a ideia e o espírito das principais passagens do enredo.

- Também não será necessário seguir a ordem cronológica dos fatos descritos na sinopse.


5-DOS DIREITOS

5.1- Declarado vencedor, o samba passará a ser propriedade do Bloco Unidos do Morro do Céu, inclusive os direitos de gravação e comercialização.

5.2- O Bloco Unidos do Morro do Céu terá direito, independente de qualquer autorização dos compositores, a apresentar-se com a composição e executá-la no desfile oficial e em qualquer outro evento.

5.3- Caberá única e exclusivamente ao Bloco Unidos do Morro do Céu o direito de explorar comercialmente a composição, direta ou indiretamente, por si ou por intermédio de terceiros, relativamente aos eventos compreendidos no item acima, inclusive no tocante ao televisionamento, à radiodifusão, à cinematografia, divulgação, propaganda, merchandising e etc, obedecidos desde já os critérios e limites da lei.


6- DO PRÊMIO AO VENCEDOR

6.1- O primeiro colocado terá direito a uma premiação que será o troféu de vencedor que será entregue após a disputa.

7- CONSIDERAÇÕES GERAIS

7.1- O presente regulamento poderá ser alterado e/ou o concurso suspenso ou cancelado, sem aviso prévio, a qualquer tempo por motivo de força maior ou por qualquer outro fator ou motivo imprevisto que esteja fora do controle da realizadora e que comprometa o concurso de forma a impedir ou modificar substancialmente a condução deste como originalmente planejado.

7.2- Neste caso será providenciada a comunicação aos participantes, com a antecedência necessária.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Sinopse do enredo 2013

Abaixo, a sinopse do enredo "Treze...Sorte ou Azar?" desenvolvida por José Roberto Queiroz e Vandrei Bion. O texto servirá de base para os compositores da comunidade produzirem os sambas concorrentes para o carnaval 2013. Nesta quarta-feira, dia 19, será divulgado o regulamento do concurso que acontece no dia 21 de outubro.

--------------------------------------------------------------

Unidos do Morro do Céu – Carnaval 2013
Enredo: “Treze...Sorte ou Azar?”
Sinopse: José Roberto Queiroz e Vandrei Bion


Introdução

Além de nós, do alcance das nossas mãos, e de onde não mais nos conduzirão nossos pés, há uma alquimia cósmica e divina, que nos permite evoluir bem mais acelerados; que nos faz mudar de situação e de concepção; e ainda que, mesmo que de modo inconsciente, intervir ou influir nos nossos destinos e no todo.

E assim, para que cheguemos lá, buscando-se sempre dispor dos melhores atalhos ou caminhos, precisaremos nos motivar na crença e na confiança, além dos nossos esforços e desempenho, das nossas potencialidades, dos nossos conhecimentos, mas, sobre tudo, na nossa intuição.

Descobre-se aqui que estamos assim vulneráveis, e inevitavelmente susceptíveis a ignotos feixes de energias, que são aspergidas sobre nós através do cosmos, das suas mutações, e que nos permitirão acontecer essas coisas da sorte ou do azar.

Você pode até optar por escolher a sua direção e planejar o seu caminho, decidir por quanto tempo caminhar e estabelecer o seu ritmo para o deslocamento. Mas, caso não tenha a percepção e habilidade para bem lidar com suas convicções e intuições, não terá jamais em seus olhos o soprar da sorte e a condição de chegar, e então será sucumbido pelos dedos do azar.

- Os maias vivenciaram bem mais que seu árduo caminhar, e buscavam do universo galáctico de Deus, treze fluxos das energias da criação, matizes, que lhes iluminaram de compreensão a vida.

- A energia da história Divina também se revela pelo número treze. Doze apóstolos, acrescidos do próprio filho de Deus, o décimo terceiro, conjugam a história do amor de Deus para com suas criaturas.

- São também treze as grandes articulações do nosso corpo (seis do lado esquerdo e seis do lado direito, mais a que comanda os movimentos da cabeça).

- E treze é também o número de sorte ou de azar, a décima terceira carta do tarô – que representa a morte.

Assim, pelo modo que é concebido dentre crentes, numerólogos e místicos, acaba invadindo principalmente o campo dos jogos, nas apostas e no futebol, ou servindo de motivo para invocar ou justificar infortúnios, sendo para alguns, presságios da sorte e, para outros, presságios do azar e até da morte.

Então, não é o treze apenas um número de sorte ou de azar, mais sim um divisor de águas... Está nele a essência e a magia que te permitirá induzir a modificação do teu destino... Mas é você quem deverá decidir se isso acontecerá para melhor ou para pior.

Podemos elencar aqui várias formas de exaltação e desprezo ao número treze, objeto deste enredo. Pelo lado da sorte, no âmbito da superstição, ele pode estar relacionado a alguns elementos que se traduzem também em proteção: trevo da sorte, estrela da sorte, ferradura na porta, borboleta no jogo do bicho, jogos em geral, cartas, amuletos, pé de coelho, energia, mandalas, pimenta, símbolo do olho grego, etc.

No aspecto negativo, várias situações representam o lado ruim da sorte, portanto, o azar: evitar passar embaixo da escada, vidro quebrado, gato preto, 13ª carta do Tarô (Morte), sexta-feira 13, etc.

Neste contexto, não podemos deixar de lembrar que nos Estados Unidos e no Japão não existe o andar 13 nos elevadores dos prédios. Nas poltrona de teatros também inexiste o treze. Na Fórmula 1, não há carro com o número 13.

Mas também podemos aqui registrar que a Loteria Esportiva é composta por 13 jogos.

Acontecimentos na história

Em 1813, portanto há 200 anos, A Família Real Portuguesa estava no Rio de Janeiro que se transformou à época em Capital do Reino de Portugal. Mas o mais interessante é que esta condição de sede do Governo Português durou 13 anos: de 1808, quando a família chegou ao Rio, até 1821. Em 1822, ocorria a Independência do Brasil. 

Em 1913, há 100 anos, alguns acontecimentos importantes marcaram a época. No Brasil, os Correios passam a entregar as encomendas postais. A Receita Federal cria o Imposto de Renda. É fundado também o Instituto Nacional de Artes e Letras.  Nasciam dois personagens da cultura e da literatura brasileira: Jamelão (Eterno intérprete da Mangueira) e Vinícius de Moraes (o grande poeta e jornalista).

Na Europa, Adolphe Pégoud realiza o primeiro salto de paraquedas. Na França é recuperada a imagem de Monalisa que é devolvida ao Museu do Louvre de onde foi roubada em 1911.

Também em 1913, o humorista Charles Chaplin torna-se conhecido mundialmente através do cinema mudo. Chaplin muda-se neste ano de Londres (onde nasceu) para os Estados Unidos onde vira o grande artista da produtora Keystone Pictures Studio.

Conclusão

É importante explicar que o número 13 não indica o fim, mas sim a transformação e o renascimento. No judaísmo, 13 é a idade da maturidade para os meninos. As pessoas nascidas em um dia 13 são capazes de transformar radicalmente as suas vidas e o ambiente onde vivem.

No caso em questão, em 2013, nossa avenida do samba estará adornada desses feixes de magias, as mesmas que alavancaram os grandes e bons acontecimentos nos séculos XIII ou nos anos de 1813, e de 1913, e que irão, por essa aglutinação de bons presságios, fecundar nosso Unidos do Morro do Céu, a partir do treze, que agora significa bom início, para um magnânimo, sensacional, glamouroso e vitorioso desfile.


Novo mestre-sala

O Unidos do Morro do Céu tem novo mestre-sala. Trata-se do jovem Diogo Crispim, de 17 anos. Ele formará o primeiro casal do bloco com a porta-bandeira Aninha Conceição no carnaval 2013 quando o Unidos estreia na passarela Nego Quirido.

Diogo foi apresentado oficialmente à diretoria executiva, e aos demais membros da agremiação, na reunião desta segunda-feira, dia 17 de setembro, na sede da Associação de Moradores do Morro do Céu (Amorceu).

Diogo e Aninha participam juntos da Oficina de Mestre-Sala e Porta-Bandeira que é ministrada pelo profissional Rafael Nunes todas as segundas e quartas no clube Novo Horizonte, na Agronômica. O casal começou cedo a preparação para o próximo carnaval e assim será até fevereiro do ano que vem. Boa sorte à dupla!


Concurso de samba em outubro

A reunião de ontem na sede da Amorceu decidiu pela realização do concurso de samba-enredo 2013 no dia 21 de outubro na comunidade. O evento será na rua Cruz e Sousa, a partir das 12h. A sinopse do samba será divulgada ainda hoje e o regulamento do concurso ainda esta semana.

Estiveram presentes ontem à reunião: Vandrei Bion (Presidente), Caio Teixeira (Vice-Presidente), José Mário Macowiecky (Diretor de Administração e Finanças), Rudiney Souza Silva (Diretor de Patrimônio), Anderson Queiroz (Mestre de Bateria), Gi do Pandeiro (Diretor de Bateria), Héverton Teixeira (Ritmista), Aninha Conceição (Porta-Bandeira), Diogo Crispim (Mestre-Sala), Wanessa Basílio (Segunda Princesa), Cesinha Nunes (Compositor) e Manoel Francisco Filho, o Má (Fundador).


segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Reunião da diretoria

Hoje, às 20h, tem reunião da Diretoria Executiva do Unidos do Morro do Céu na sede da Associação de Moradores do Morro do Céu. Na pauta, assuntos referentes ao carnaval 2013, mas principalmente sobre o concurso de samba-enredo que será realizado em outubro. A sinopse do samba será divulgada ainda esta semana.

Morre Paulo Dutra

Nos deixou ontem o inigualável Paulo Dutra, grande profissional da Fotografia e da Comunicação de Santa Catarina, especialmente de Florianópolis. Para quem não sabe, Paulo morava na rua Tomaz João dos Santos, no Morro do Céu, bem ao lado da casa de Antonio Queiroz, aquele da saudosa vendinha. 

Abaixo, uma reportagem especial que saiu na coluna de Carlos Damião sobre ele que tinha três paixões: a cidade, o Avaí e a fotografia. Nossos sentimentos aos amigos e familiares de Paulo Dutra.